Mulheres desacreditam na existência de um homem ideal

Por Rosiane Braga

Descrever decisões e atitudes tomadas por mulheres para conquistar a sua “independência” não modifica as definições da mulher atribuídas pelos homens. Se antes falar do gênero masculino em reuniões era indispensável, hoje este assunto já não é primordial. Moda, beleza e trabalho lideram o ranking do que mais elas comentam.

Muitas explicam que o comportamento masculino atual é a desmotivação da busca pelo príncipe encantado. Situações como abrir a porta do carro, receber cartões com poemas, flores e bombons ficou para os mocinhos dos filmes e novelas. É perceptível a desconstrução de como definir o homem ideal.   
                             
“Os homens distinguem-se pelo que fazem e as mulheres pelo que levam os homens a fazer”, “Quem não sabe aceitar as pequenas falhas das mulheres não aproveitará suas grandes virtudes” e “A sabedoria das mulheres não é raciocinar é sentir”, era o que diziam os poetas, escritores e filósofos. Embora os autores aparentemente demonstrem reconhecimento pela classe feminina, eles são questionados pelas mulheres atuais se realmente assim as definiam ou se eram apenas objeto de suas construções.

Palavras grosseiras, datas esquecidas e falta de criatividade são os aspectos que caracterizam a maioria dos homens atuais e ao mesmo tempo incomodam as mulheres. A insatisfação aumenta quando surgem frases machistas como: “lugar de mulher é na cozinha porque o que melhor pilotam é o fogão”. E mesmo assim não deixam de amá-los, afinal, o que os olhos não vêem, o coração não sente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carmen Steffens apresenta linha de chinelos

Lana Del Rey na capa da ‘V Magazine’

Produtos infantis inspirados em Dory

Adidas lança filme inspirado em obras famosas

Super Bonder no esmalte faz unhas durarem mais