O Grito do Silêncio

Por Rosiane Braga
Foto: Divulgação

De sapatos engraxados, calça de linho fino, camisa de mangas compridas, gravata que combina e cabelo sempre no gel. Este era o traje diário do Sr. Malaquias, o gerente de uma concessionária de carros. Por trás da imagem de autêntico e carrasco estava à figura de um homem que assediava suas secretárias. De Senhores Malaquias o mercado de trabalho está cheio.

Na maioria dos casos como esse, as situações são parecidas. Os chefes cientes da competitividade do mercado utilizam argumentos que subordinam as funcionárias, obrigando-as ao silêncio. Em alguns casos as trabalhadoras são expostas a circunstâncias humilhantes e constrangedoras durante a jornada de trabalho.

Como conseqüência, elas perdem a estabilidade com o ambiente e a organização, forçando-as a abdicar do emprego. O assédio moral no trabalho não é um fato isolado, sua prática é freqüente. A vítima deve resistir; anotar a vexação e dar visibilidade ao fato, recorrer aos colegas de trabalho, principalmente as testemunhas.

O apoio é fundamental para restauração da auto-estima. Para combater de forma eficaz o assédio moral, exige a formação de um coletivo multidisciplinar da empresa. Se você é testemunha de algum tipo de assédio no trabalho, supere seu medo, pois ele só reforça o poder do agressor, se solidarize com as colegas. Elas gritam em silêncio! Você poderá ser a próxima vítima.

Comentários

  1. Um post precioso de alerta e, infelizmente muito actual em todo o mundo. As mulheres têm que se unir para vencer este agressor escondido na sombra e no poder.
    Um beijo amigo
    graça

    ResponderExcluir
  2. Grande Abraço Graça!
    Bom final de semana..

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Carmen Steffens apresenta linha de chinelos

Kim Kardashian na capa da ‘Harper’s Bazaar’

SP Fashion Week N44: Osklen

Conheça os danos da maquiagem vencida

Gig Couture lança parceria com a C&A