Tiradentes pode mesmo ser considerado um herói nacional?

Por Rosiane Braga
Foto: Humberto Lopes

Eis a questão! O dia 21 de abril é colocado em evidência como o dia de Tiradentes. Este apelido veio da profissão de dentista que exercera com muita responsabilidade, mas o ofício que mais lhe promoveu foi o de soldado integrante do movimento da Inconfidência Mineira - que o levou à morte em praça pública, por enforcamento e esquartejamento.

José da Silva Xavier tornou-se o mártir da Inconfidência Mineira; um abalo causado pela busca da libertação do Brasil diante da monarquia portuguesa, ocorrendo por longos anos, no final do século 18. Quem nunca ouviu essa história?

Os livros de história fazem questão de preservar este acontecimento. Mas muitas pessoas acreditam que Tiradentes era uma mera figura representativa, e na verdade foi obrigado pelos seus líderes, a assumir a responsabilidade do movimento. Será? Sendo assim, presume-se que ele não morreu por questão de honra e sim para livrar a cabeça da liderança, pois Tiradentes era apenas mais um soldado integrante do grupo.

Se os fatos realmente procedem, poderíamos analisar a comemoração em seu nome, do dia 21 de abril, em homenagem ao seu sofrimento. Porque Tiradentes foi condenado à forca e executado em 21 de abril de 1792. Partes do seu corpo foram expostas em postes na estrada que ligava o Rio de Janeiro a Minas Gerais. Sua casa foi queimada e seus bens confiscados, o que caracteriza um ato desumano e que deve ser lembrado.

Comentários

  1. Eu acho que ele foi um "testa de ferro", conforme aquele ditado: A corda arrebenta do lado mais fraco. Só que a corda fraca dele, teve a função de quebrar o seu pescoço.
    Um grande abraço, amiga.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Carmen Steffens apresenta linha de chinelos

Time de peso divulga Morena Rosa

Kim Kardashian na capa da ‘Harper’s Bazaar’

SP Fashion Week N44: Osklen

Gig Couture lança parceria com a C&A