Dia da Caridade!

Por Rosiane Braga
Fotos: Oberdan Ritchie/ Eusebio

Não tenho tempo!
Não posso, estou no trabalho!
Não, tenho compromisso!

Não, Não, Não! A negação sempre persiste quando o assunto a ser tratado diz respeito à solidariedade, uma expressão mais presente na sociedade para designar o termo caridade. Para quem desconhece no dia 19 de julho foi intitulado o dia da caridade em nosso país. Em plena ditadura militar, por ironia ou não, o presidente Humberto Castelo, decretou a lei nº 5.063 de 1966 que oficializa a data.

Mas o que é caridade? Muitas pessoas generalizam as questões solidárias a doação material e não sabem que o princípio da caridade é também amar, além de ajudar ao próximo. Todos nós podemos partilhar essa virtude, se partirmos do mandamento divino: “Amai-vos uns aos outros como eu vós amei”. Propiciar amor e felicidade a quem precisa é um ato de caridade para com nós mesmos.

Saudações eternas neste dia a Madre Tereza de Calcutá! Fundadora da congregação Missionárias da Caridade entregou sua vida às missões e a servir ao mundo. Merece também grande apreço, Chico Xavier. Trabalhou em prol da assistência espiritual e material do próximo. Minha estima aos voluntários de ONGs e pastorais que trabalham a serviço do bem comum.

Um muito obrigada a todas as pessoas que se dedicam a ajudar ao próximo, seja no trabalho, na família e na sociedade em si. Caridade é um ato de amor, não basta só fazer! Que possamos assim como os doutores da alegria, que tem como missão promover a experiência da alegria como potencializadora de relações saudáveis,  reconhecer o valor de um sorriso! Seja solidário...

Beijos Coloridos!
Uma boa semana a todos...

Comentários

  1. Boa noite Rosiane,
    parabéns pelo post e pela pessoa linda que é. Precisamos de muitas pessoas assim, sensíveis ao sofrimento dos outros e com muito amor para dar.

    Beijinhos,
    Ana Martins
    Ave Sem Asas

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Rosiane, teu post é um alerta muito bom, na questão da solidariedade. A sensibilidade é uma forma de demonstrar afecto e amor ao próximo. Neste mundo cada vez mais desumanizado o que falta é amor, as pessoas estão muito vazias e o mundo uma selva. Hoje mesmo li uma notícia de um deficiente que por demorar a atravessar uma passadeira, foi barbaramente agredido, tendo sido abandonado a sangrar e vindo a falecer. O motivo da agressão é fútil e ignóbil e horrendo o crime. Mais grave, a agressão foi presenciada por várias testemunhas, que nada fizeram a não ser anotar a matrícula do automóvel do agressor e entregar à polícia. Que mundo este em que vivemos...

    Tem uma boa e linda semana.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  3. acho que nosso carater se mede pela nossa capacidade de ser solidário, voce acha isso tambem, Rosiane?

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  4. Ana Martins,
    Saozita,
    O gerente.
    Obrigada pela visita!

    E solidário por si só, quem tem caráter. Se a nossa capacidade de se solidarizar for maior isso só nos torna cada vez mais respeitosos e conscientes de ajudar ao próximo. Como mencionei acima, propiciar amor e felicidade a quem precisa é um ato de caridade para com nós mesmos.

    Abraço amigo a todos vocês.

    ResponderExcluir
  5. Oi Rosiane! Parabéns pelo blog, adorei o conteúdo! Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi Crys que bom ter você aqui.
    Já sou sua seguidora.
    Beijos coloridos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Carmen Steffens apresenta linha de chinelos

Farm lança coleção com pegada oriental

Casa de Criadores: Alex Kazuo (outono-inverno 2017)

Gig Couture lança parceria com a C&A

As novas calças customizadas da Levi´s