Modernismo

Por Rosiane Braga
Fotos: Retiradas do Google.com

O tempo passa tão depressa que acabamos ficando sem ele para pensar sobre o que anda acontecendo e como estamos vivendo. Será que estamos fazendo tudo direito? O que deixei de fazer? Poderia ter feito diferente? Cada vez mais retraídas às pessoas se deixam levar pelo impulso. Mais uma vez o ponteiro roda e deixei de fazer o que realmente queria. Planejamento ficou distante de um dia corrido e cansativo. Pensar que estamos passando por um momento de tensão econômica só aumenta a nostalgia. O povo é feliz? Vejo uma realidade distante daquela vista em histórias de ficção ou em estórias. É comprovado que as estórias são vontades íntimas que muitas vezes só ficam em vontades, por falta de garra para lutar pela conquista. Talvez o que você deseja, não esteja tão distante como você pensa. Criamos um mundo fictício para suprir a necessidade de ter um ego feliz. O homem se limita a ser feliz por um sonho ou apenas pela imaginação.Ouse!

As pessoas não sonham mais como antes! Tudo está tão difícil que o homem se sente julgado e condenado pela sua própria sorte, ou melhor, a falta dela. Como pensar em um mundo melhor com tanta desigualdade, violência, dor e revolta. Vivemos cercados por crueldade e notícias ruins que estão por toda a parte. Cada vez mais retraídas, ninguém comenta o que anda acontecendo com a própria vida. Será este o motivo de tantas barbaridades? Homens com aparência feliz e que apresenta estrutura psicológica, na verdade se tornam pessoas dissimuladas e irreconhecíveis. Há mais ele era tão bom... O certo não é sair procurando problemas alheios por ai, mas procurar criar laços com as pessoas. Você tem o poder de transformação. Não seja escravo da sua própria história. 

As coisas estão tão modernas que parece não existir famílias como antes. Crianças crescem envolvidas com as tecnologias, casamentos viraram contratos sociais, ninguém se envolve com outra pessoa por amor, não se segue uma religião, trabalho virou obrigação e a vida vai levando... Ninguém escreve mais poesia, cartas, não fazem visitas e as palavras mágicas sumiram do vocabulário. O povo corre... corre contra um tempo que não volta mais. Poucos lêem o que os outros escrevem em blogs, discutem ou opinam. Vivem domingos tensos, sem ter o que fazer, por que não são adeptos a calmaria. Na verdade esta “nova cultura” que nós e as futuras gerações estamos vivendo nos incomoda. Este progresso não nos pertence, se for jogar as cartas na mesa, o que queremos na verdade é que os nossos filhos cresçam, mas que cresçam com a estrutura que recebemos e os ensinamentos de nossos pais. Não deixe de repassar a sua história, os seus valores pode contribuir para a formação do caráter de alguém!

Uma Boa Semana para você!

Comentários

  1. Rose,

    A vida é, ultimamente, correr contra o relógio,

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Concordo com tudo que escreveu.As pessoas estão deixando de sonhar,por não terem mais esperanças de nada.
    Grande abraço
    se cuida

    ResponderExcluir
  3. lindo demais, ''Talvez o que você deseja, não esteja tão distante como você pensa. Criamos um mundo fictício para suprir a necessidade de ter um ego feliz. O homem se limita a ser feliz por um sonho ou apenas pela imaginação.'' muito linda essa parte , estarei sempre por aqui

    ResponderExcluir
  4. A vida judia um pouco das pessoas né? A gente cansa de acreditar, de sonhar... A gente acha que vai chegar lá, já achando que a possibilidade pode não ser tão certa assim...
    Ai ai, vim visitar :) Além de escrever lindo, é linda, parabéns!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Carmen Steffens apresenta linha de chinelos

Kim Kardashian na capa da ‘Harper’s Bazaar’

SP Fashion Week N44: Osklen

Sandálias da Ipanema ganham novas cores

Conheça os danos da maquiagem vencida