A Cara da riqueza


Aparentemente um homem bom! Suas atitudes destacadas como relator do processo do mensalão não me deixa mentir. Não gosto de generalizar fatos comportamentais, mas espero que realmente seja um legado que nos orgulhe, mas não deixo de recordar do triste fim do senador Demóstenes Torres que se destacava como o arauto da moralidade, a denominação sumiu como fumaça e a verdadeira imagem foi descoberta com a queda da máscara. Os representantes brasileiros nos decepcionam e com isso impera a dúvida da integridade de muitos, tudo pode acontecer, a vida nos surpreende e mais uma vez ressalto que não quero generalizar. Seria como um voto de confiança de dedos cruzados.

Nesta quinta-feira (22), Joaquim Barbosa enriquece sua trajetória. Barbosa será o primeiro negro a comandar a Suprema Corte. O homem é bastante ligado a questões raciais e faz referências ao assunto em discursos, votos e conversas. O novo presidente é conhecido pela rigidez no julgamento de processos envolvendo corrupção e desvios éticos. Em 2003, quando atuava como procurador no Rio de Janeiro, o homem que veio de uma família simples de Paracatu, em Minas Gerais, ocupou vários postos até ser convidado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva para integrar o Supremo Tribunal Federal. Nesta quinta, ao assumir o novo cargo, já aponta que sua atuação não terá surpresas, pois gosta de agir impondo as regras. Ele já sinalizou que, como presidente, deve priorizar a harmonia na Corte em detrimento da defesa de suas opiniões.

A ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, considerou a posse do ministro como um momento simbólico. Assim como a ministra, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, disse que está otimista quanto aos próximos anos com Barbosa à frente do Supremo. Um grupo de artistas, a maioria deles negros, também compareceu à posse. A classe artística e esportiva foi representada por Milton Gonçalves, Lázaro Ramos, Lucélia Santos, Regina Casé, Nelson Piquet e o ex-jogador de futebol e atual deputado federal Romário (PSB-RJ). O sambista Martinho da Vila celebrou a chegada de Barbosa à presidência do STF e, cantando, disse que trata-se de um sonho realizado. A posse teve a presença da presidenta Dilma Rousseff e dos presidentes do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP), e da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-SP).

O ministro do STF Luiz Fux saudou a chegada de Joaquim Barbosa defendendo a atuação do Tribunal e a independência dos juízes brasileiros. Barbosa, já como presidente do STF aproveitou o momento para criticar a desigualdade de acesso à Justiça e a subordinação pela qual os juízes precisam se submeter para ascender profissionalmente. “O menino pobre que mudou o Brasil”. Uma pessoa que mostra que por meio da dedicação, esforço, e estudos conseguiu subir na vida... O menino de Paracatuzinho, bairro pobre de Paracatu, ganhou asas e voou. Hoje é um exemplo para muitos e com seu caráter representa o pouco que resta da “riqueza” do Brasil.

Comentários

  1. Realmente o orgulho fica nessa valsa com a desconfiança e o receio. Mas por que não mais um pouco de esperança? Muita força para o herói!

    Vi
    www.bardodataverna.blogspot.com
    Facebook.com/VicentriX

    ResponderExcluir
  2. Esperança é uma crença emocional na possibilidade de resultados positivos relacionados com eventos e circunstâncias da vida pessoal. Por que não tê-la? Ela não deixa de existir, sempre prevalecerá com sombras de dúvidas. Este homem com sua sagacidade e coerência se destaca e deve ser reconhecido. Como o povo tem memória curta, fiz questão de mencionar outro caso como uma dica para sempre existir a dúvida. “De olhos bem abertos e orelha em pé”....

    ResponderExcluir
  3. Oi minha querida amiga Rosiane.
    Primeiramente agradeço a sua ilustre visita e seu comentário.
    Excelente reflexão apresentada nesta postagem.
    Somos brasileiros, acreditamos apesar de ficar aquele ar de desconfiança em pessoas que se tornam "heróis" populares.
    Apesar que a história da humanidade está repleta de heróis que se tornaram vilões.
    O problema é que o STF não é só ele.
    Mas o novo presidente do STF transparece coerência e integridade.
    O Brasil precisa de novas referências.
    Vamos ter esperança.
    Um grande abraço daqui de Dourados no Mato Grosso do Sul.

    ResponderExcluir
  4. A sua figura representa o que todos os brasileiros gostariam ver nos políticos e os representantes do nosso país. Abraços. Sandra

    ResponderExcluir
  5. Acho que o primeiro passo é não transformá-lo em um ídolo ou mito. É ver Joaquim Barbosa como um homem coeso, honesto e trabalhador: personalidade comum no nosso dia a dia. Basta observar e perceber que a bondade e os bons valores existem em diversas pessoas. Sou otimista e acredito em nos homens "comuns" e bons na política brasileira.

    Se vier a decepção, seguimos lutando com otimismo.

    http://buscainternapaz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Parabéns Rosiane, li com maior avidez o seu lindo texto, legítimo e realista como deve ser. Adorei! Obrigada por compartilhar, beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Passo para te desejar um Feliz Natal e um 2013 em GRANDE!
    Beijo
    Graça

    ResponderExcluir
  8. Que neste ano, Deus nos ensine a Paz, e que estejamos todos prontos para ouví-la. Que nossos erros, não sejam o nosso fardo, mas a experiência para decisões melhores. Que a religião, não seja razão para o ódio, mas para a união entre os homens. Que as diferenças, não justifiquem problemas, mas que mostrem soluções diferentes. Que em 2013, a força seja boas palavras, e que as plavras sejam ouvidas sempre. Que o poder não derrube paredes sobre as pessoas, mas que destrua barreiras entre elas. Que possamos sonhar, e repartir calor, carinhos, ideias e experiências... Que seu Novo Ano seja repleto das bençãos de Deus.
    Passando para retribuir o carinho e a visita.

    ResponderExcluir
  9. Bom texto. O problema é que o ministro na ânsia de fazer justiça, em vários momentos atropelou de forma vergonhosa a constituição e o que esta escrito nas leis e foi aplaudido pela mídia (controladora das massas) e os incautos que não se propõe a fazer uma investigação profunda dos fatos e apenas "acompanham a boiada" tratando o homem como um herói acima do bem e do mal.

    Os erros foram tantos que houve momentos que o próprio "Barbosa" voltava à lucidez e se desculpava, deixando perplexo este observador aqui!
    Enquanto isto Ricardo Lewandowski era ridicularizado pela mídia embora em todas as suas colocações (deixado a mídia e o público furioso) estava sustentado nas leis que regiam o julgamento, ora bolas, se a lei permite "brechas" ela é que tem que ser modificada e não destratar quem a utiliza.

    Enfim, precisou um Presidente 'operário' entrar no poder para um homen negro (merecidamente, pois o mesmo tem qualificação para tal), ocupar um cargo desta importância no Brasil. Será, que na época do FHC não tinha nenhum homen negro com qualificação, fica a pergunta para quem puder me responder?

    No mais, acho que ele é um bom ministro, mas inflado pelo tratamento da mídia se deixou levar pela vaidade e aparentemente esta servindo mais aos interesses de um elite dominante e manipuladora (que paresse não esta vendo com bons olhos algumas mudaças) do que ao povo.

    Não dúvido que em um futuro próximo a mesma globo que o vendeu como 'herói inabalável', suje sua toga quando achar que sua rigidez esteja sendo apontada na direção errada ( entenda-se, a direção de seus próprios interesses e seus apadrinhados), segue o link de uma observação intressante sobre o "Batman" tema: http://domomb.blogspot.com.br/2012/10/sonho-ou-delirio-de-joaquim-barbosa.html

    P.S.: Desculpe não identificar-me, mas não possuo conta no gogle!

    Ass: Pompeu Teles

    Abçs!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Carmen Steffens apresenta linha de chinelos

Burberry lança campanha de Natal

Produtos infantis inspirados em Dory

Adidas lança filme inspirado em obras famosas

Pantone anuncia a cor de 2017