Congratulations!

Como entoa Humberto Gessinger em uma de suas canções “um telefonema bastaria”. Esse simples ato de telefonar foi o grande impulso de Dilma Rousseff para estreitar relações entre Brasil e Estados Unidos. O telefone é uma ferramenta simples, poderosa e flexível que pode facilmente se adaptar a sua personalidade e ao seu objetivo de fazer negócios. É uma das estratégias mais efetivas, mensuráveis e descomplicadas disponíveis.

Às 14h desta quinta-feira (8), Barack Obama recebeu a ligação da presidente do Brasil para cumprimentá-lo pela reeleição. A conversa durou cerca de dez minutos e Dilma aproveitou a oportunidade para manifestar o interesse de reencontrá-lo novamente.

De acordo com a Secretaria de Imprensa da Presidência da República, Obama disse que pretende rever a presidente “assim que possível”. Dilma disse ao presidente dos EUA que a reeleição foi importante para o Brasil e para o mundo e que os dois terão oportunidade de trabalhar pela ampliação das relações entre Brasil e Estados Unidos, principalmente nas áreas comercial e de investimento. 


A resposta foi satisfatória, Obama disse que gostaria de fortalecer as relações com o Brasil e concordou que há grande potencial para expansão do comércio e dos investimentos entre os dois países, nos próximos anos. Dilma Rousseff seguiu bem uma das dicas do vice-presidente da Premiere Global Sports, Robert Tuchman, aproveite o poder do telefone.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carmen Steffens apresenta linha de chinelos

Burberry lança campanha de Natal

Produtos infantis inspirados em Dory

Adidas lança filme inspirado em obras famosas

Pantone anuncia a cor de 2017