Congratulations!

Como entoa Humberto Gessinger em uma de suas canções “um telefonema bastaria”. Esse simples ato de telefonar foi o grande impulso de Dilma Rousseff para estreitar relações entre Brasil e Estados Unidos. O telefone é uma ferramenta simples, poderosa e flexível que pode facilmente se adaptar a sua personalidade e ao seu objetivo de fazer negócios. É uma das estratégias mais efetivas, mensuráveis e descomplicadas disponíveis.

Às 14h desta quinta-feira (8), Barack Obama recebeu a ligação da presidente do Brasil para cumprimentá-lo pela reeleição. A conversa durou cerca de dez minutos e Dilma aproveitou a oportunidade para manifestar o interesse de reencontrá-lo novamente.

De acordo com a Secretaria de Imprensa da Presidência da República, Obama disse que pretende rever a presidente “assim que possível”. Dilma disse ao presidente dos EUA que a reeleição foi importante para o Brasil e para o mundo e que os dois terão oportunidade de trabalhar pela ampliação das relações entre Brasil e Estados Unidos, principalmente nas áreas comercial e de investimento. 


A resposta foi satisfatória, Obama disse que gostaria de fortalecer as relações com o Brasil e concordou que há grande potencial para expansão do comércio e dos investimentos entre os dois países, nos próximos anos. Dilma Rousseff seguiu bem uma das dicas do vice-presidente da Premiere Global Sports, Robert Tuchman, aproveite o poder do telefone.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SP Fashion Week N44: Osklen

Sandálias da Ipanema ganham novas cores

Carmen Steffens apresenta linha de chinelos

Conheça os danos da maquiagem vencida

Vestidos elegantes na cor preta, a partir de R$69,90